Compartilhar
Informação da revista
Vol. 01. Núm. 11.
Páginas 49-58 (Maio 2020)
Compartilhar
Compartilhar
Baixar PDF
Mais opções do artigo
Vol. 01. Núm. 11.
Páginas 49-58 (Maio 2020)
Acesso de texto completo
Tratamento transcateter versus tratamento médico de pacientes com regurgitação tricúspide grave sintomática
Visitas
...
Maurizio Taramassoa, Giovanni Benfarib, Pieter van der Bijlc, Hannes Alessandrinid, Adrian Attinger-Tollere, Luigi Biascof, Philipp Lurzg, Daniel Braunh, Eric Brocheti, Kim A. Connellyj, Sabine de Bruijnk, Paolo Dentil, Florian Deuschlm, Rodrigo Estevez-Loureiron, Neil Famj, Christian Frerkerd,o, Mara Gavazzonia, Jörg Hausleiterh, Edwin Hoj,p, Jean-Michel Juliardi, Ryan Kapleq, Christian Beslerg, Susheel Kodalir, Felix Kreidels, Karl-Heinz Kuckd, Azeem Latibp, Alexander Lautent, Vanessa Monivasn, Michael Mehrh, Guillem Muntané-Carolu, Tamin Nazifr, Georg Nickeningv, Giovanni Pedrazzinif, François Philipponu, Alberto Pozzolia, Fabien Prazw, Rishi Puriu, Josep Rodés-Cabauu, Ulrich Schäferm, Joachim Schoferx, Horst Sievertk, Gilbert H.L. Tangy, Holger Thieleg, Yan Topilskyb,z, Karl-Philipp Rommelg, Victoria Delgadoc, Alec Vahaniani, Ralph Stephan Von Bardelebens, John G. Webbe, Marcel Weberv, Stephan Windeckerw, Mirjam Winkelw, Michel Zubera, Martin B. Leonr, Rebecca T. Hahnr, Jeroen J. Baxc, Maurice Enriquez-Saranob, Francesco Maisanoa
a Cardiac Surgery Department, University Hospital of Zurich, Univeristy of Zurich, Suíça.
b Division of Cardiovascular Disease, Mayo Clinic, Rochester, Minnesota, EUA.
c Department of Cardiology, Leiden University Medical Center, Leiden, Países Baixos.
d Asklepios Klinik St. Georg, Hamburg, Alemanha.
e St. Paul Hospital, Vancouver, British Columbia, Canadá.
f Cardiocentro, Lugano, Suíça.
g Heart Center Leipzig-University Hospital, Leipzig, Alemanha.
h Klinikum der Universität München, Munich, Alemanha.
i Hôpital Bichat, Université; Paris VI, Paris, França.
j Toronto Heart Center, St. Michael´s Hospital, Toronto, Ontario, Canadá.
k CardioVascular Center Frankfurt, Frankfurt am Main, Alemanha.
l San Raffaele University Hospital, Milan, Itália.
m University Heart Center Hamburg, Hamburg, Alemanha.
n Department of Cardiology, Hospital Universitario Puerta de Hierro, Madrid, Espanha.
o University Hospital of Köln, Köln, Alemanha.
p Montefiore Medical Center, New York, New York, EUA.
q Westchester Medical Center, Valhalla, New York, New York, EUA.
r New York-Presbyterian/Columbia University Medical Center, New York, New York, EUA.
s Department of Cardiology, University Medical Center Mainz, Mainz, Alemanha.
t Charité University Hospital, Berlin, Alemanha.
u Quebec Heart and Lung Institute, Laval University, Quebec City, Quebec, Canadá.
v Universitatsklinikum Bonn, Bonn, Alemanha.
w Inselspital, Bern University Hospital, University of Bern, Bern, Suíça.
x Albertinen Heart Center, Hamburg, Alemanha.
y Mount Sinai Hospital, New York, New York, EUA.
z Department of Cardiology, Tel Aviv Medical Center, Sackler Faculty of Medicine, Tel Aviv, Israel.
Informação do artigo
Resumen
IntroduçãoA regurgitação tricúspide está associada a taxas maiores de insuficiência cardíaca e mortalidade. As intervenções valvares tricúspides transcateter (IVTT) são promissoras, mas o benefício clínico é desconhecido. ObjetivosO objetivo deste estudo foi investigar o benefício potencial da IVTT em relação à terapia médica em uma população com pareamento por escore de propensão. MétodosO registro TriValve (Transcatheter Tricuspid Valve Therapies/Terapias Valvares Tricúspides Transcateter) coletou 472 pacientes de 22 centros europeus e norte-americanos submetidos a IVTT de 2016 a 2018. Uma coorte de controle formada por dois grandes registros retrospectivos com pacientes tratados clinicamente com ≥ regurgitação tricúspide moderada na Europa e na América do Norte (n = 1.179) teve um pareamento por escore de propensão de 1:1 (distância ± 0,2 DP) usando idade, EuroSCORE II e pressão arterial pulmonar sistólica. A sobrevida foi testada com a análise de regressão de Cox. O desfecho primário foi mortalidade em 1 ano ou re-hospitalização por insuficiência cardíaca ou o composto. ResultadosApós o pareamento, foram identificados 268 pares de pacientes com correspondência adequada. Em comparação aos indivíduos controle, os pacientes com IVTT apresentaram menor mortalidade em 1 ano (23 ± 3% vs. 36 ± 3%; p = 0,001), re-hospitalização (26 ± 3% vs. 47 ± 3%; p < 0,0001) e desfecho composto (32 ± 4% vs. 49 ± 3%; p = 0,0003). A IVTT foi associada a maior sobrevida e a ausência de re-hospitalização por insuficiência cardíaca [razão de risco (HR): 0,60; intervalo de confiança (IC) de 95%: 0,46 a 0,79; p = 0,003 não ajustado], que permaneceu significativo após o ajuste para gênero, classe funcional da New York Heart Association, disfunção ventricular direita e fibrilação atrial (HR: 0,39; IC95%: 0,26 a 0,59; p < 0,0001) e após ajustes adicionais para regurgitação mitral e marcapasso/desfibrilador (HR: 0,35; IC95%: 0,23 a 0,54; p < 0,0001). ConclusõesNeste estudo de caso-controle com pareamento por propensão, a IVTT está associada a maior sobrevida e re-hospitalização por insuficiência cardíaca reduzida em comparação à terapia médica isolada. Devem ser realizados ensaios clínicos randomizados para confirmar esses resultados. (J Am Coll Cardiol 2019;74:2998–3008) © 2019 pela American College of Cardiology Foundation.
O texto completo está disponível em PDF
JACC. Ediçao em potugués

Receba a nossa Newsletter

Opções de artigo
Ferramentas

Você é um profissional de saúde habilitado a prescrever ou dispensar medicamentos?

Política de cookies
Utilizamos cookies próprios e de terceiros para melhorar nossos serviços e mostrar publicidade relacionada às suas preferências, analisando seus hábitos de navegação. Se continuar a navegar, consideramos que aceita o seu uso. Você pode alterar a configuração ou obter mais informações aqui.